Uma ponte de 200 toneladas, uma igreja, corpos de famosos e até mesmo uma praia. As cinco coisas que você jamais imaginava que poderiam ser roubadas.

Ponte

Em 2007, uma ponte de metal pesando 200 toneladas e medido 12 metros sumiu do dia para a noite na região de Khabarovsk, no leste da Rússia. O crime aconteceu durante a noite e só foi descoberto na manhã do dia seguinte, quando moradores locais que seguiam para o trabalho encontraram um enorme buraco na rodovia.

Praia

Em julho de 2008, uma praia inteira foi roubada na região de Coral Springs, freguesia de Trelawny, no norte da Jamaica. A maior parte dos 400 metros de areia que formavam a praia foi levada por ladrões. Para ter uma ideia, a quantidade roubada cabia em mais ou menos 500 caminhões. Na época o primeiro-ministro da Jamaica,Bruce Golding pediu prioridade nas investigações. As autoridades locais passaram pelo menos três meses investigando o caso, mas mesmo assim os responsáveis nunca foram encontrados. Existe a suspeita de que a areia foi usada na construção de casas.

Uma igreja

Tijolo por tijolo de uma igreja com mais de 200 anos foram roubados na Rússia. Os autores do roubo seria moradores da aldeia vizinha de Kamarovo, a 300 km de Moscou, que venderam os tijolos como material de construção para um empreiteiro local. Como a igreja estava desativada há algum tempo, as autoridades religiosas demoraram meses para descobrir o crime.

Cadáveres de famosos

Ladrões roubaram o corpo do famoso Charlie Chaplin em 1978 e exigiram o pagamento de U$ 400 mil pelo resgate. A viúva de Chaplin recusou a pagar e o cadáver foi encontrado 11 semanas mais tarde

O corpo de Eva Perón, atriz e primeira-dama da Argentina, entre os anos 1946 e 1952, teve o mesmo destino. Em 1955, durante o golpe que tirou seu marido, o ditador Juan Domingo Perón, do poder, o cadáver de Eva Perón foi roubado pelo grupo militar "Revolución Libertadora" e enterrado no Cemitério Monumental de Milão, na Itália.  Somente dezesseis anos mais tarde, em 1971, o corpo foi exumado e trasladado para a Espanha.

Além desses dois, há também vários outros registros de roubos de corpos de pessoas famosas. Na maioria das vezes os ladrões exigiam dinheiro para o resgate.

Boeing com pilotos

Um Boeing 727, juntamente com o piloto e copiloto, foi roubado em 2003 na Angola. Depois de decolar de um aeroporto, a aeronave seguiu em direção ao Oceano Atlântico, onde foram desligados os equipamentos de localização. Apesar de uma busca ser realiza pela polícia do mundo inteiro, o avião e os pilotos nunca foram achados. Investigadores acreditam que a aeronave foi vendida por um milhão de dólares.